Especial Saúde

Dicas para contratar seu Plano de Saúde e fazer a melhor escolha!

Com saúde não se brinca, veja dicas para contratar seu Plano de Saúde!

Cuidar da própria saúde é algo que sempre temos que ter em mente em nosso dia a dia. Infelizmente, se dependermos do governo e do atendimento do sus, podemos ter sérios problemas na hora que um problema de saúde ocorre.Esse é um dos motivos principais que fazem com que as pessoas paguem um bom plano particular de saúde.  Com o objetivo de ajudar nossos leitores e leitoras, hoje vamos falar aqui algumas dicas super importantes para que você faça a melhor escolha e consiga com sucesso escolher seu plano de saúde.Mas antes entenda como funciona de verdade um plano.

Plano de Saúde – como funciona?

Indo direto ao assunto, um Plano de saúde é um produto oferecido para pessoas que buscam proteção para sua saúde.São comercializados por operadoras de saúde, devidamente habilitadas pela ANS que fiscaliza e regulamenta o setor.

Você pode consultar os dados da sua operadora e do seu plano na ANS, que disponibiliza um canal de comunicação com todos os usuários de planos de saúde.Normalmente você tem uma carteirinha e toda vez que precisar de atendimento médico, seja emergência ou consultas, basta ir até um dos hospitais e clínicas credenciados e será atendido(a) prontamente sem ter de pagar nada na hora. Você paga apenas uma mensalidade fixa.

Dicas para escolher seu plano de saúde

Além dessas dicas abaixo, frisamos que o melhor plano de saúde é você mesmo(a), cuidando da sua saúde, fazendo exercícios regularmente e se alimentando de forma regrada, escolhendo receitas fitness ao invés de fast food, evitando carboidratos em excesso e comidas com muita gordura. Fumar e beber também são maus hábitos que devem ser evitados.Nossas dicas podem soar simples, mas ajudam bastante:

Atenção ao período de carência

Quando você contrata o plano, normalmente precisa esperar antes de usar todos os serviços – e isso chama carência. Por lei, você deve esperar até 24 horas para usar o plano nos casos de emergência e talvez encontre um prazo máximo de seis meses para consultas, internações e cirurgias. Sempre pergunte sobre a carência antes de selecionar o produto.

Doenças pré-existentes

Pesquise como o plano lida com este tipo de coisa. Por exemplo, há planos que não cobrem cirurgia de miopia se você já tiver o problema quando assinar o plano. Ou por exemplo se você estiver com obesidade e depois precisar fazer uma cirurgia bariátrica.

Definir o tipo de plano é importante

Defina se o plano será individual ou familiar. Avalie quantas pessoas farão parte do plano, a idade delas, onde quer ser atendido, o tipo de atendimento e quanto pode pagar por mês, isso ajuda na negociação com o corretor ou a empresa.

Entenda a cobertura

Há planos que somente cobrem atendimentos locais, outros somente nacionais. Além disso, a oferta de mais ou menos serviços está ligada ao tipo de plano contratado: ambulatorial, hospitalar com ou sem obstetrícia, referência ou odontológico. A ANS define uma lista de consultas, exames e tratamentos que os planos são obrigados a oferecer, conforme cada tipo.

Atenção a lista da ANS

Se o seu plano é local e não muito conhecido é bom ficar de olho. A cada três meses, a ANS anuncia uma lista de planos que foram suspensos por não cumprir os prazos máximos de atendimento. Fique ligado no site da agência e confira se o plano não está sendo comercializado ilegalmente.

Conclusão

Bom caros leitores e leitoras, esperamos que as informações tenham ido úteis e que consigam com sucesso escolher o seu plano de saúde ok?

Converse também com seus médicos e veja com eles se há reclamações sobre o plano que você deseja fazer. Sempre pesquise também na imprensa se há notícias negativas sobre ele e coisas do tipo.

Sugestões e dicas podem ser deixados nos comentários!

Almy Dias

Add comment