Ter um olhar cristalino e saudável é o que todos desejam. Mas são vários os fatores que podem causar irritações e, consequentemente, favorecer diversos tipos de doenças dos olhos. Algumas mudanças repentinas na textura e na cor dos olhos, como vermelhidão, ressecamento, congestionamento, entre outros problemas, exigem atenção redobrada.

[vc_btn title=”COTE PLANOS DE SAÚDE PARA VOCÊ E SUA FAMÍLIA»” style=”3d” color=”sky” size=”lg” align=”center” button_block=”true” css=”.vc_custom_1446825601510{padding-bottom: 50px !important;}” link=”url:http%3A%2F%2Fwww.cenarioleads.com%2Flp%2Fplano-de-saude-647%2F1127%3Futm_source%3DBlog%2BSaude%26utm_medium%3Dblog%26utm_campaign%3Dcpm||target:%20_blank”]

Muitas vezes, para melhorar o aspecto dos olhos, as pessoas apelam para o uso indiscriminado de colírios: isso é automedicação! Além de ser um perigo para a saúde dos olhos, a pessoa não resolve o problema, apenas mascara os sintomas que podem estar por trás de graves doenças dos olhos. Lembre-se: amenizar os sintomas não é tratar da doença.

Nesse caso, é importante procurar por um médico oftalmologista de confiança. Só ele poderá fornecer a orientação adequada.

Fatores que podem causar doenças dos olhos

A baixa umidade do ar, poluição ou a utilização prolongada de ar condicionado, por exemplo, contribuem para o ressecamento dos olhos. O contato com ambientes e objetos empoeirados, e até mesmo o ato de levar as mãos sujas aos olhos, oferecem grande risco à saúde da visão. Substâncias químicas comuns, como o cloro, muito utilizado em piscinas, também são grandes causadores de irritações e doenças dos olhos. Até mesmo os raios solares e o uso excessivo de computador entram na lista dos vilões.

Uma boa saúde ocular começa pela higienização correta! O uso de colírios lubrificantes e adstringentes é indispensável é uma ótima ajuda. Mas utilizá-los em excesso pode gerar resistência aos olhos e diminuir o seu efeito. 

Conheça as doenças dos olhos mais comuns

As infecções e doenças oculares podem ser virais, bacterianas e alérgicas. Veja os tipos de infecções que mais afetam à população de forma geral.

  • Conjuntivite: Qualquer irritação ou inflamação na conjuntiva, membrana transparente que recobre e protege o olho, é um sinal claro de alerta para conjuntivite, a doença ocular mais popular de todas. A infecção pode ser viral, bacteriana e alérgica. Pingar colírio com antibiótico em uma conjuntivite viral, por exemplo, além de não resolver o problema, pode agravar o quadro infeccioso para uma possível reação alérgica. Por isso, é fundamental consultar um oftalmologista. Somente o médico especialista poderá indicar o tratamento mais adequado para cada tipo de conjuntivite.
  • Olho seco: Os olhos podem ficar ressecados por inúmeras razões. A poluição, muito comum nas grandes cidades, acabam afetando a conjuntiva do olho, gerando vermelhidão, coceira e ressecamento, sintomas típicos de alergia nos olhos. Alterações hormonais, como a menopausa, podem causar desconforto nos olhos, uma vez que reduz a produção da lágrima, responsável por sua hidratação. Mas quando o olho é afetado por vírus e bactérias, os sintomas típicos são ardência com sensação de areia nos olhos, além da ausência de lágrimas.
  • Terçol: Trata-se de uma infecção na pálpebra, que pode atingir a parte interna ou externa do olho. Essa doença ocular é causada por micróbios e bactérias. Começa com um pequeno caroço, acompanhado de vermelhidão, dor e inchaço da pálpebra.
  • Pterígeo: Inflamação típica dos países tropicais, devido aos raios ultravioleta, que incidem diretamente nos olhos. Forma-se uma membrana avermelhada na superfície ocular, que pode afetar à córnea. Os olhos ficam vermelhos, irritados, com sensação de areia nos olhos e sensibilidade à luz.

O uso incorreto de lentes de contato pode causar sérias doenças dos olhos

Lentes de contato são uma excelente alternativa para quem não se adapta muito bem aos óculos. Mas necessitam de higiene constante. Quem usa lentes deve ter um cuidado extremo ao manusear, limpar e guardar suas lentes de contato.

O tempo de permanência da lente nos olhos, assim como o prazo de validade da mesma, também deve ser respeitado. É imprescindível utilizar óculos para descansar os olhos. Muitas das doenças oculares, como a úlcera, são causadas pelo uso inadequado das lentes de contato. 

Para manter os olhos sempre saudáveis é necessário ir com frequência ao oftalmologista. Médicos recomendam que a consulta seja feita a cada 6 meses, e que não passe de 2 anos. Muitas doenças dos olhos são silenciosas, e podem ser evitadas com o diagnóstico precoce. Com a saúde dos olhos não se brinca! 

Se você ainda não passou por uma avaliação, procure já por um médico especialista, no guia médico de seu plano de saúde. 

Contate uma operadora de Saúde!

Na seção Guia, aqui no Especial Saúde, você encontra o contato de ótimas operadoras de planos de saúde, caso precise procurar por bons médicos oftalmologistas, agendar consultas, entre outros. Mas, se você não quer perder tempo, faça aqui a sua cotação online de plano de saúde. Cuidar da saúde é o primeiro passo para levar uma vida com mais qualidade e bem-estar.

Dúvidas sobre planos de saúde?

Tire suas dúvidas sobre Plano de Saúde conosco. É um serviço gratuito, criado para auxiliar você no que for preciso. Envie sua mensagem para nossos especialistas e receba informações atualizadas!

[vc_btn title=”COTE PLANOS DE SAÚDE PARA VOCÊ E SUA FAMÍLIA»” style=”3d” color=”sky” size=”lg” align=”center” button_block=”true” css=”.vc_custom_1446825601510{padding-bottom: 50px !important;}” link=”url:http%3A%2F%2Fwww.cenarioleads.com%2Flp%2Fplano-de-saude-647%2F1127%3Futm_source%3DBlog%2BSaude%26utm_medium%3Dblog%26utm_campaign%3Dcpm||target:%20_blank”]