Planos de Saúde Coparticipativos ou normais: qual a melhor opção?

420
Planos de Saúde Coparticipativos

Saúde é algo que deve ser encarado como solução, e não problema. Por isso, recentemente, muitas pessoas optam em investir em um bom plano de saúde.

Entre os principais benefícios de se ter um plano de saúde está: a rapidez no atendimento e agendamento das consultas, acompanhamento com diversos especialistas, além, é claro, da praticidade em casos de emergência e até mesmo cirurgias.

Se você pensa em investir seu dinheiro em um plano de saúde, certamente já deve ter realizado algumas pesquisas, e no meio do caminho também deve ter se deparado com diferentes opções. Uma das que mais causa confusão entre os iniciantes na área é a diferença entre os planos de saúde coparticipativos e os normais.

Principais diferenças dos Planos de Saúde Coparticipativos e os Normais

– Forma de Pagamento: A principal diferença, entre os planos de saúde coparticipativos e os normais está no pagamento.

Em planos coparticipativos, além da mensalidade, os conveniados devem pagar uma taxa extra na hora da consulta, ou mesmo, para realização de alguns exames. Por exemplo, se um determinado procedimento custa R$150,00 o convênio cobre R$100,00 e o cliente paga os R$50,00 restantes.

Já os planos normais têm um valor mensal fixo que deve ser pago pelo conveniado, sendo assim, não existem taxas para realização de quaisquer procedimentos.

Como você pode imaginar planos não coparticipativos podem parecer mais caros a primeira vista, contudo, se o conveniado tiver de pagar muitas taxas, colocando na ponta do lápis pode até sair mais caro, não acha?

– Perfil do conveniado: Existem ainda outros quesitos que devem ser avaliados na hora de fazer a escolha. Por exemplo, a idade, planos coparticipativos não são indicados para famílias com crianças até três anos e idosos, pois ambos os perfis de clientes tendem a realizar mais procedimentos, ou seja, seriam cobradas mais taxas, o que acarretaria em mais gatos. Sendo assim, é melhor optar pelo plano de saúde normal e completo.

– Planejamento Financeiro: Outra diferença entre ambos, afeta diretamente o planejamento financeiro. Em planos de saúde normais os valores cobrados mensalmente são fixos, portanto, independente do que o conveniado usar, ou não, ele irá pagar o mesmo valor todo mês.

Já nos planos de saúde coparticipativos, o planejamento pode sair um pouco de controle, caso o conveniado realize muitos exames e procedimentos, e então, tenha de pagar taxas extras.

– “O barato agora, pode sair caro amanhã”: Por outro lado, planos coparticipativos tem se mostrado mais acessíveis, principalmente para grandes famílias. Afinal, paga-se uma “mensalidade menor”. Mas com o plano normal, o conveniado não corre o risco de desistir de uma consulta médica em virtude de gastos exagerados, já que está tudo incluso na mensalidade.

Portanto, se você está em busca de um plano ideal o primeiro passo é cruzar suas necessidades com as vantagens oferecidas por cada um, só assim, você irá conseguir avaliar qual destes cabe no orçamento, ao mesmo tempo em que não deixa nada a desejar.

Investir em saúde é algo muito sério. Não corra o risco de descobrir que seu plano de saúde é ruim quando mais precisar dele.

Ainda com dúvidas sobre planos de saúde?

Tire suas dúvidas sobre Planos de Saúde conosco. É um serviço gratuito, criado para auxiliar você no que for preciso. Envie sua mensagem para nossos especialistas e receba informações atualizadas!